top of page

Assembleia Legislativa homenageia os bibliotecários e CRB11 entrega do Prêmio Genesino Braga


Foto: Paulo Feraz


A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) realizou uma Sessão Especial, na manhã desta quarta-feira (3), para homenagear bibliotecários e bibliotecárias do Amazonas pela passagem do dia 12 de março, e também pelo dia 9 de abril, Dia Nacional da Biblioteca. A iniciativa foi do presidente da Comissão de Educação da Aleam, deputado Cabo Maciel (PL). Na ocasião, foram outorgados diversos diplomas de Honra ao Mérito aos profissionais que se destacaram no Amazonas.


O Dia do Bibliotecário e da Bibliotecária é uma data muito importante para celebrar e reconhecer o trabalho desses profissionais que são essenciais para a organização e disseminação do conhecimento. Instituído pelo Decreto nº 84.631, de 9 de abril de 1980, a data de 12 de março foi escolhida em homenagem ao bibliotecário, escritor e poeta Manuel Bastos Tigre, que nasceu nesse dia.


A comemoração é uma oportunidade para destacar a importância da leitura e da informação na formação cultural e educacional de uma sociedade, bem como para valorizar os profissionais que atuam em bibliotecas e centros de documentação em todo o território nacional.


De acordo com o deputado Cabo Maciel, a categoria é antiga e importantíssima, apesar de pouco divulgada. “Nós temos cerca de 650 escolas no Amazonas, mas não são nem 40 bibliotecários nessas escolas. Muitas vezes os professores atuam nas bibliotecas e essas distorções precisam mudar. Apresentarei essas demandas à secretária de Educação, Kuka Chaves e ao governador Wilson Lima, para que os bibliotecários possam, verdadeiramente, assumir sua função”, declarou.


O Dia Nacional da Biblioteca é uma data comemorativa que ocorre todo dia 9 de abril e tem como objetivo promover a reflexão sobre a importância das bibliotecas como instrumentos de educação, cultura e informação. A origem da data remonta ao ano de 1980, quando o Decreto nº 84.631 instituiu o dia 9 de abril como o Dia do Bibliotecário e da Bibliotecária em todo o território nacional. Desde então, a data é celebrada com o intuito de incentivar o uso das bibliotecas e valorizar o trabalho dos profissionais que atuam nesses espaços, além de fomentar a leitura e o acesso à informação como meios para a formação de uma sociedade mais crítica e consciente.


O presidente do Conselho Federal de Biblioteconomia (CFB), Fábio Lima Cordeiro, a homenagem é muito importante, por trazer reconhecimento. “Estarmos aqui na Casa do Povo é medida do reconhecimento da sociedade de que somos uma categoria que contribui de forma importante para a equidade e ao combate à desigualdade e também para o livre acesso à informação de qualidade, sobretudo em tempos de fake News”, destacou.


Cordeiro acrescenta que os principais desafios da categoria é gerar mais cidadãos leitores, pois a formação de cidadãos passa pela leitura e interpretação de textos. “A base do cidadão é a leitura, se você não lê, fica difícil separar a verdade da mentira, gerando focos de desinformação. Nosso maior desafio é contribuir na formação de novos leitores, gerando futuros cidadãos”, disse.


Estiveram presentes à solenidade diversos bibliotecários e bibliotecárias, além de autoridades estaduais e municipais, como o secretário executivo de cultura, Luiz Carlos Bonates, o presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia, Luiz Fernando de Almeida, a vice-reitora da Universidade do Estado do Amazonas, Kátia do Nascimento Couceiro, a coordenadora do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Amazonas, Daniele Inomata, o presidente da Biblioteca Pública do Amazonas, escritor Márcio Souza e o gerente da biblioteca da Aleam, Paulo Santos.




Reprodução: Diretoria de Comunicação da Aleam


Kommentarer


bottom of page